Um fenômeno político está acontecendo na cidade de Aparecida do Rio Doce, em Goiás. Os três principais líderes políticos da cidade se uniram para a disputa da prefeitura em 2024, daqui a 10 meses.

O prefeito Edy Carlos Gonçalves — conhecido até pelas crianças como Bodão — foi eleito em 2020 com 55,8% dos votos válidos. O segundo colocado, Rauf Franco, do União Brasil, obteve 23,12% dos votos.

Para a disputa de 2024, Bodão irá à reeleição, e agora com o apoio de Rauf Franco. O prefeito mantém o vice, Ilton Justino, que deve trocar o PSDB por um partido da base governista, como o MDB.

Bodão filiou-se ao MDB — deixando o PSDB para as viúvas de Marconi Perillo. Parente do vice-governador de Goiás, Daniel Vilela (MDB), Ilton Justino já foi prefeito de Aparecida do Rio Doce e Rauf Franco já foi vice-prefeito.

A operação de fortalecimento do MDB em Aparecida do Rio Doce é articulada por Renato Soler, presidente da legenda no município.

De acordo com o vice-presidente estadual do MDB, Manuel Cearense, Bodão merece figurar na lista dos superfavoritos. “O MDB já o considera como prefeito reeleito”, afirma. (E.F.B.)