As maiores promessas políticas para a disputa do governo de Goiás nos próximos 15 anos

Depois do governador Marconi Perillo (PSDB), que renovou a política de Goiás, impondo três derrotas ao cacique Iris Rezende e cinco ao PMDB (duas derrotas de Maguito Vilela — uma para o tucano-chefe, em 2002, e outra para Alcides Rodrigues, em 2006), começa-se outro processo-ciclo de renovação partidária — e já para 2018.

Na base governista, se se pensar unicamente em 2018, os principais postulantes têm menos de 60 anos — o vice-governador José Eliton (PP), apontado como o favorito do grupo, pouco mais de 40 anos; o deputado federal Thiago Peixoto (PSD), pouco mais de 40 anos, o deputado federal Alexandre Baldy (PSDB), menos de 40 anos, e Giuseppe Vecci (PSDB), mais de 50 anos.

Alexandre Baldy, José Eliton, Giuseppe Vecci e Thiago Peixoto | Fotos: reprodução / Facebook

Alexandre Baldy, José Eliton, Giuseppe Vecci e Thiago Peixoto | Fotos: reprodução / Facebook

Para o pós-2018 — nos dez ou 15 anos seguintes —, há outros nomes (além dos citados acima), como o deputado federal Marcos Abrão (PPS), os deputados estaduais Virmondes Cruvinel (PSD), Francisco Júnior (PSD), Lucas Calil (PSL), Diego Sorgatto (PSD), Gustavo Sebba (PSDB), José Antônio (PTB), Lincoln Tejota (PSD), Jean Carlo (PHS), Henrique Arantes (PTB) e Lissauer Vieira (PSD), e o presidente do PHS, Eduardo Machado. O futuro é deles, mas claro que podem surgir novos nomes e alguns dos citados, naturalmente, vão soçobrar.

Lucas Calil, Virmondes Cruvinel, Zé Antônio, Jean Carlo, Eduardo Machado (presidente da Metrobus) e Diego Sorgatto

Lucas Calil, Virmondes Cruvinel, Zé Antônio, Jean Carlo, Eduardo Machado (presidente da Metrobus) e Diego Sorgatto

Na oposição, os políticos mais proeminentes são Ronaldo Caiado (DEM), 66 anos — portanto, não mais jovem, mas dotado de muita energia —, Júnior Friboi (PMDB), 55 anos, Daniel Vilela (PMDB), pouco mais de 30 anos, Adriana Accorsi (PT), pouco mais de 40 anos, Edward Madureira (PT), 52 anos, Humberto Aidar (PT), 54 anos, Antônio Gomide (PT), pouco mais de 50 anos, e Humberto Machado, 50 anos. Vanderlan Cardoso (PSB), 52 anos, pretende disputar a Prefeitura de Goiânia, em 2016, mas é um político com relativa dimensão estadual.

Apostas da oposição: senador Ronaldo Caiado; deputado Daniel Vilela; ex-prefeito Antônio Gomide; ex-reitor da UFG Edward Madureira; Vanderlan Cardoso; e Júnior Friboi | Fotos: reprodução / Facebook

Apostas da oposição: senador Ronaldo Caiado; deputado Daniel Vilela; ex-prefeito Antônio Gomide; ex-reitor da UFG Edward Madureira; Vanderlan Cardoso; e Júnior Friboi | Fotos: reprodução / Facebook

Uma resposta para “As maiores promessas políticas para a disputa do governo de Goiás nos próximos 15 anos”

  1. Avatar Quintiliano Avelar disse:

    O mais fraco desses possíveis pré candidados a governo… é o José Eliton, nunca disputou votos, não elegeu seu pai em Posse-Go, nao deu conta de crescer e fortalecer o PP em 2014, além não não conhecer a base eleitoral progressista nos interiores!! Infelizmente… na minha opinião não decola… bom dia!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.