Magal deve bancar Joaquim Guilherme na vice de Kleber Marra em Caldas Novas

Experts sugerem que polarização pode ocorrer entre Kleber Marra e Flávio Canedo, se Belelli realmente se “desidratar”

Kleber Marra, pré-candidato pelo Republicanos / Foto: Divulgação

Em Caldas Novas é assim: todos os pré-candidatos temem a postulação do coronel Carlos Eduardo Belelli, do PSL, que lidera as pesquisas de intenção de voto. Há dois discursos básicos a respeito do candidato.

Primeiro, há os que apostam que acabará não sendo candidato, retirado do páreo pela Justiça. Até agora, não há empecilho legal à sua postulação (a suposta presença da Polícia Federal, tendo a ver ou não com Belelli, não impede sua candidatura). Segundo, há os que, dizendo conhecer os “humores” dos eleitores de Caldas Novas, afiançam que, no meio do caminho, o militar irá se desidratando.

Flávio Canedo: pré-candidato a prefeito pelo PL | Foto: Facebook

Portanto, a aposta é que — ao final do processo, por volta do fim de outubro — a peleja verdadeira se dará entre dois candidatos do poder econômico — os empresários Flávio Canedo, do PL, e Kleber Marra, do Republicanos. Na opinião de alguns analistas, que observam a política de Caldas Novas há mais de 20 anos, a disputa deste ano será, no final, entre “estruturas”. “Quem apostar na renovação, não buscando o apoio de forças tradicionais, tende a não ganhar para prefeito em Caldas”, afirma um vereador.

Joaquim Guilherme Filho é pré-candidato a prefeito pelo DEM e admite que conta com o apoio do prefeito Evandro Magal, do Progressistas. Mas será candidato até o fim? Pessoas que circulam próximas de Evandro Magal sustentam que, na hora agá, o prefeito vai bancar um candidato que tenha chance de derrotar o grupo de Magda Mofatto, leia-se o pré-candidato Flávio Canedo. Não só.

Carlos Eduardo Belelli: pré-candidato a prefeito pelo PSL | Foto: reprodução/Facebook

Há quem postule que, articulador hábil, Magal vai tentar mexer nas peças do xadrez político, indicando Joaquim Guilherme Filho para vice de Kleber Marra. Diga-se que não há nada acertado, mas a tendência não é Magal bancar um candidato só para competir, e sim um postulante que tenha chance de derrotar Flávio Canedo (ele chegou a tentar se aproximar de Belelli, mas teria levado um chega-pra-lá).

Joaquim Guilherme Filho: pré-candidato a prefeito pelo DEM | Foto: Reprodução

A incógnita da política local é o deputado estadual Amauri Ribeiro, do Patriota. No momento, ele está bancando a candidatura de Eterna Maria, mulher do ex-prefeito Nei Viturino, para prefeita. Mas pode ele mesmo sair candidato? Talvez. Afinal, seu domicílio eleitoral não é mais Piracanjuba, e sim Caldas Novas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.