O ex-prefeito de Caldas Novas Evandro Magal (Patriota) é conhecido como “Príncipe do Desgaste” — e até como “José Gomes da Rocha das águas quentes” (por causa do populismo, é claro).

Porém, mesmo com desgaste e processos, Magal sempre mostra alguma força. Em 2022, disputou mandato de deputado federal, e obteve uma votação vexatória. Mas em Caldas Novas sua votação — 13.834 votos (31,24%) — superou a da deputada federal Magda Mofatto, 7.515 (16,97%). É bem provável que o ex-prefeito tenha disputado mandato de deputado federal, e não de deputado estadual, para enfraquecer a parlamentar e, ao mesmo tempo, mostrar força no município. Ele conquistou quase o dobro dos votos da empresária.

Evandro Magal, ex-prefeito, articulou e contribuiu para eleger Andrei Rocha para presidente da Câmara de Caldas Novas | Foto: Divulgação

O que Magal quer realmente quer? Voltar ao comando da Prefeitura de Caldas Novas — sua Ítaca.

Para mostrar força, mais uma vez, Magal articulou a candidatura de Andrei Rocha a presidente da Câmara. O candidato de Kleber Marra e do Grupo Privê, uma potência financeira, era Saulo Inácio. Andrei Rocha, ex-líder de Magal na Câmara, foi eleito. Entre seus apoiadores estão Hudson Matheus e Everton Jamal, vereadores que foram secretários do ex-prefeito.

Golbery do Couto e Silva disse que no bojo de uma derrota sempre acontecerá uma nova derrota (veja o caso de Marconi Perillo). Pois Kleber Marra, conhecido como “Prefeito Câmara Lenta”, perdeu mais uma disputa, ainda que indireta.

Kleber Marra: conhecido em Caldas Novas como “Prefeito Câmara (ou Marcha) Lenta” | Foto: Divulgação

Em 2020, aliados de Kleber Marra não conseguiram eleger o presidente da Câmara. Em 2022, seus candidatos a deputado estadual, Marinho Câmara (PDT), e a deputado federal, Rafael Gouveia, do Republicanos, foram derrotados. Ressalve-se que Marinho foi o mais votado na cidade, com 10.293 votos. Já Rafael Gouveia, que obteve 1345 votos, ficou em quinto lugar (atrás de Magal, Magda, Gustavo Gayer e Glaustin da Fokus). Mesmo com a máquina nas mãos, o prefeito não conseguiu ajudar seus candidatos; pelo contrário, pode tê-los prejudicado.

As três derrotas podem ser o prenúncio da quarta derrota, em 2024? Não dá para saber, é claro. Kleber Marra espera obter recursos da Caixa Econômica Federal, cerca de 100 milhões de reais, para viabilizar sua gestão. É possível? É. Mas Magal pôs as manguinhas de fora.

De acordo com um vereador, com um aliado no comando da Câmara, Magal vai tentar negociar a aprovação das contas de suas últimas gestões. O TCM negou, parcialmente, a aprovação dos balancetes da gestão do político do Patriota. Ele quer ser candidato a prefeito. Se puder, será um adversário duro para Kleber Marra, que pode acabar contando com o apoio de Magda Mofatto e Flávio Canedo.