Lula insiste para Marconi Perillo disputar mandato de governador

O líder o PSDB ainda trabalha com a possibilidade de disputar mandato de senador, mas quer compor com o petismo

O ex-governador Marconi Perillo (PSDB) está numa encruzilhada. Aos mais íntimos, costuma sugerir tem uma eleição “praticamente assegurada” para senador, sobretudo porque o ex-ministro Henrique Meirelles saiu do páreo. Por outro lado, seus aliados, internos e externos, o pressionam para disputar o governo de Goiás.

O pré-candidato do PT a presidente, Lula da Silva, praticamente o “intimou” a disputar o governo do Estado. Porque o petista-chefe quer um palanque mais “robusto” em Goiás. O ex-presidente tem dito aos aliados que vai buscar votos em todos os lugares, inclusive nos Estados com poucos eleitores, como Goiás, porque vai tentar liquidar a fatura no primeiro turno — o que, com a recente ascensão do presidente Jair Bolsonaro, está cada vez mais difícil.

Marconi Perillo e Lula da Silva: acordo político | Foto: Reprodução

Perillo teria dito a Lula da Silva que pode disputar o governo, mas vai esperar até junho ou julho para tomar uma decisão. Teria acrescentado que o “cenário está aberto” e que, por isso, precisa esperar um pouco mais. No interior, o tucano faz discurso de pré-candidato a governador, buscando o confronto com o governador Ronaldo Caiado, do União Brasil. “Marconi está se colocando e observando com atenção os humores do eleitorado em relação a ele. Verifica sobretudo a rejeição, que, segundo ele, vem caindo”, afirma um petista.

Ante a possibilidade de um recuo de Perillo, o PT trabalha com um plano B — José Eliton, recém-filiado ao PSB. Petistas consideram que, eleitoralmente, o ex-governador não é forte, mas, se estiver ao lado de Perillo, sua estrutura de campanha será mais encorpada — que é exatamente o que Lula da Silva quer.

Os petistas apostam numa frente política com PT, PSB, PSDB, PV e PC do B. E consideram que, se Perillo não for candidato a governador, irão compor com José Eliton. “Eliton não é uma grande opção, mas resolve o nosso problema, que é ampliar o palanque de Lula em Goiás. Se Marconi estiver na chapa, melhor ainda”, assinala o petista.

A chapa dos sonhos do PT é Perillo para governador, Eliton para vice (ou senador) e Wolmir Amado para vice (ou senador). Mas seus líderes avaliam que a chapa mais provável é Eliton para governador, Wolmir Amado para vice e Perillo para senador.

Segundo o petista ouvido pelo Jornal Opção, uma pesquisa mostra Perillo e Gustavo Mendanha (Patriota) tecnicamente empatados, com Ronaldo Caiado em primeiro lugar, com relativa folga.

Inquirido se é possível uma composição com Mendanha, o petista frisou: “Gustavo perdeu o timing. O perfil conservador que adotou, de bolsonarista e evangélico radical, não combina com os tempos atuais. Já Marconi mostra um perfil mais progressista. A impressão que tenho é que os tucanos ‘abandonaram’ o candidato do Patriota, talvez porque é indeciso e lento ao tomar decisões”.

Uma resposta para “Lula insiste para Marconi Perillo disputar mandato de governador”

  1. Avatar Denis Robson disse:

    Vão perder abraçadinhos kkkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.