Líderes dizem que Zé Eliton será o candidato da base governista em outubro

Giuseppe Vecci, Frederico Jayme, Issy Quinan, Fábio Sousa e Demóstenes Torres sustentam que o tucano está consolidado como postulante ao governo

Montagem

Se não emplacar até junho deste ano, José Eliton, mesmo estando no governo, pode desistir de sua candidatura a governador? O Jornal Opção ouviu vários políticos da base governista — como o prefeito de Vianópolis, Issy Quinan (PP), o ex-senador De­mós­tenes Torres (PTB), o deputado federal Giuseppe Vecci, presidente regional do PSDB, o ex-deputado Frederico Jayme (PSDB), chefe de gabinete do go­ver­nador Marconi Perillo, e o deputado federal Fábio Sousa (PSDB) — e fez as mesmas perguntas: “Zé Eliton está consolidado como candidato a governador e há alguma possibilidade de que abra espaço para outro postulante?”

Frederico Jayme: “Quem acredita que chegou a hora de um plano B e crê que Zé Eliton vai sair do páreo entende de muitas coisas, menos de política. O governador Marconi Perillo fez um trabalho gigante para consolidá-lo, aproximando-o dos prefeitos e da sociedade civil, naquilo que se pode chamar de maciço investimento político, e não vai abandoná-lo de maneira alguma. Zé Eliton é candidatíssimo e está cada vez mais entrosado com os políticos do Estado, consolidando-se como municipalista e atento aos clamores da sociedade. Aposto que Zé Eliton irá para o segundo turno, possivelmente contra Daniel Vilela, do PMDB, e será eleito governador”.

Os eleitores vão examinar Zé Eliton com mais atenção, na interpretação de Frederico Jayme, “assim que ele assumir o governo e começar a tomar algumas medidas importantes”.

Fábio Souza diz que apoia a candidatura de Zé Eliton para governador. Porque, além de aliados políticos, acredita no seu potencial tanto eleitoral quanto como gestor.

Demóstenes Torres frisa que Zé Eliton é um político hábil, com discurso cada vez mais afiado e conectado com aquilo que pensa os goianos. “Aposto que será candidato a governador. Ele sugere que, assumindo, dará uma coloração nova ao governo e se tornará mais conhecido e, sobretudo, bem avaliado. Os eleitores apreciam políticos firmes, que não titubeiam, e Zé Eliton tem este perfil. Um ponto positivo é que Ronaldo Caiado, o pré-candidato do DEM, parou de crescer. A tendência é que, com a apresentação dos demais candidatos — como Zé Eliton e Daniel Vilela, que ainda são relativamente desconhecidos —, o senador democrata comece a cair. Se criar clima de virada, ninguém segura a queda. Caiado começou muito no alto e não terá como manter seus números atuais. Zé Eliton, firmando-se no governo, tende a crescer, criando uma onda positiva.”

Giuseppe Vecci afirma que Alexandre Baldy e Zé Eliton conversaram longamente na semana passada. “O grupo de Baldy deve participar do governo e o ministro vai caminhar conosco. Ele próprio reiterou apoio a Zé Eliton”.

Vecci diz que Zé Eliton conhece a máquina governamental como poucos e sabe os caminhos necessários para fazer um bom governo. “Nós temos candidato, de alta qualidade, e, portanto, não precisamos de outro candidato. Os que não acreditam vão quebrar a cara: Zé Eliton vai ser eleito governador.” O prefeito de Vianópolis, Issy Quinan, aposta: “Ninguém tira Zé Eliton do páreo”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.