Os dois tendem a disputar mandato de deputado federal e vão competir nos mesmos colégios eleitorais. Diego Sorgatto é aliado de Célio Silveira

Célio Silveira, deputado federal, e Lêda Borges, deputada estadual | Foto: reprodução / Facebook

A deputada estadual Lêda Borges (PSDB) e o deputado federal Célio Silveira (PSDB) eram aliados políticos, mas se tornaram adversários. Por dois motivos.

Primeiro, Lêda Borges escolheu o deputado Diego Sorgatto (PSDB, mas a caminho do DEM) como seu principal adversário — e até inimigo — político no Entorno de Brasília. Os dois não se toleram. Pois Sorgatto, que deve ser candidato a prefeito de Luziânia, se tornou um dos principais aliados de Célio Silveira.

Diego Sorgatto, deputado estadual, apoia Célio Silveira e é desafeto de Lêda Borges | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Segundo, Lêda Borges deve ser candidata a deputada federal pelo PSDB, em 2022, e suas bases eleitorais são as mesmas de Célio Silveira — as cidades do Entorno de Brasília, como Novo Gama, Valparaíso, Cristalina e Luziânia.

Se for eleito prefeito de Luziânia, Diego Sorgatto bancará a campanha de Célio Silveira a deputado federal (ou senador). O que, claro, diminuirá a força de Lêda Borges em Luziânia, se disputar mandato de deputada federal.

A guerra entre Lêda Borges, que alguns tucanos chamam de Joana D’Arc do Entorno de Brasília — no sentido de ser uma guerreira —, e Célio Silveira só está começando.