Kassab promete e não envia 1,5 milhão pra campanha? Thiago Peixoto contesta versão

O presidente nacional do PSD enviou 2,5 milhões de reais para a campanha de todos os candidatos. E 750 mil são para a campanha das mulheres

Gilberto Kassab, Thiago Peixoto, Marconi Perillo e Vilmar Rocha: ministro não cumpriu trato com deputado

O presidente nacional do PSD, o ministro Gilberto Kassab, teria prometido enviar 1,5 milhão de reais para a campanha do deputado federal Thiago Peixoto (trata-se de dinheiro do fundo eleitoral). Mas teria “roído a corda”. Thiago Peixoto disse ao Jornal Opção na terça-feira, 14, às 23h35, que a história não procede. “É fake news.” “Na verdade, eu queria disputar um mandato majoritário — como vice — e não mais de deputado federal.” Ele frisa que não recua da renúncia e não definiu o que irá fazer, a partir de janeiro de 2019. Há a possibilidade de voltar a estudar, notadamente nos Estados Unidos, país que aprecia. Perguntado se há possibilidade de ser vice do governador José Eliton, frisou que não. “Raquel Teixeira já está definida.”

Uma fonte do PSD afirma, porém, que Kassab enviou 2,5 milhões (valor considerado ínfimo) para todos os candidatos — e ficou definido que 750 mil reais são para a campanha das candidatas mulheres. O restante será repassado para os demais candidatos. Quer dizer, Thiago Peixoto, embora seja o único deputado federal do PSD, ficou a ver navios. Daí, ao perceber que sua estrutura de campanha seria precária, teria decidido deixar a disputa. “Não houve acerto nenhum com Kassab”, contesta Thiago Peixoto.

Um repórter do Jornal Opção ouviu em Brasília de dois políticos, numa unidade da UnB, que o PSD nacional, ao enviar um volume de recursos financeiros considerado ínfimo, passa a impressão de que “não quer eleger nenhum deputado federal por Goiás”. O partido tem outro candidato consistente no Estado, o deputado estadual Francisco Júnior.

Na quarta-feira, 15, a cúpula do PSD em Goiás deve se reunir para discutir o que fazer. A reunião deve ser na sede do diretório regional. Mas Thiago Peixoto está decidido a não disputar mandato. “A direção do partido não permitiu que eu fosse vice — que era o meu projeto”, frisa.

Deixe um comentário