Kassab pode liberar diretórios do PSD em relação à eleição para presidente

Lula da Silva vai ter uma conversa com o presidente do partido para tentar obter seu apoio já no primeiro turno

O PSD terá candidato a presidente da República em 2022? Ninguém acredita, nem mesmo seu presidente, Gilberto Kassab.

Primeiro, a cúpula do partido informou que iria bancar a candidatura do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Porém, o senador de Minas Gerais refluiu, porque as pesquisas revelaram que suas chances eram mínimas.

Gilberto Kassab e Lula da Silva | Foto: Reprodução

Segundo, o PSD operou para ter o ex-governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite para presidente. O político gaúcho mostrou certo entusiasmo, mas acabou permanecendo no PSDB, acreditando, possivelmente, que, como João Doria não dever decolar, na marca do pênalti, os líderes do partido vão convocá-lo, do banco de reservas, para substituir o titular que está jogando mal.

Agora, ante a ausência de um candidato — há no PSD quem postule que, já que ninguém quer, Gilberto Kassab deveria ser candidato a presidente —, a cúpula já fala em liberar seus diretórios estaduais para apoiar quem quiser para presidente.

A possibilidade de liberar os diretórios foi revelada por Gilberto Kassab para dirigentes do PT de Lula da Silva.

O pré-candidato do PT pretende ter uma conversa com Gilberto Kassab. Para tentar convencê-lo a, no lugar de liberar os diretórios — alguns certamente são mais próximos de Bolsonaro —, apoiá-lo para presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.