Kajuru vai fazer uma campanha mais propositiva do que de ataques

Vereador Jorge Kajuru (PRP) | Foto: Alberto Maia / Câmara Municipal de Goiânia

Ao perceber que estava sendo usado pela equipe de Ronaldo Caiado — como uma espécie de franco-atirador para atingir os adversários —, o candidato do PRP a senador, Jorge Kajuru, decidiu mudar o foco de sua campanha. Será mais propositivo do que “atacante”.

Enquanto ele atacava, Vanderlan Cardoso passou a trabalhar, de maneira redobrada na Grande Goiânia, onde fica o maior eleitorado de Goiás.

De uma coisa não se pode acusar Kajuru: ele não tem nada de bobo. Pelo contrário, é inteligente e perspicaz. Na política, está aprendendo, cada um joga para si.

É mais ou menos como aquela frase (um suspanto) de Mário Andrade imortalizada pelo diretor de cinema alemão Werner Herzog, na abertura do belo e doloroso filme “O Enigma de Kaspar Hauser”: “Cidade grande é uma selva — é cada um por si e Deus contra todos”.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.