Recém-filiado ao PSB, ex-governador demonstra ritmo e foco na busca por concretizar alianças para chapa de centro-esquerda em Goiás

Na última semana o ex-governador José Eliton (PSB), se reuniu com Luiz Inácio Lula da silva e Geraldo Alckmin. O encontro, em São Paulo, ainda contou com a presentação dos advogados Cristiano Zanin, Valeska Martins e Fernando Tibúrcio. A reunião foi centrada na política goiana e as possíveis composições no estado, com foco na formatação de uma chapa que dê palanque sólido para o projeto petista para presidência: eleição de Lula.

O ex-governador assumiu uma posição de articulador para formação da chapa oposicionista em Goiás. Embora ele ainda não se coloque como candidato, ele é apontado como o nome mais adequado para encabeçar uma chapa composta por PSB, PT e PSDB.

A filiação de José Eliton ao PSB já funcionou como pontes que partidos de centro-esquerda precisavam para iniciar as articulações sólidas em Goias.

Mas após a reunião com Lula e Alckimin, José Eliton já adotou um novo tom em suas falas. Ele se posiciona como um interlocutor que tem como propósito ampliar o arco de partidos oposicionistas no Estado. E isso já se reflete em suas agendas. Ele tem tido conversas com líderes do PCB, PV e Psol.