Jataí pode bancar 5 candidatos a deputado estadual em 2022

Os nomes mais bem posicionados são os de Zé Carapô, Vinicius Luz, Rogério Souza Assis e Geneilton Filho Assis

Zé Carapô: deputado estadual |Foto: Divulgação

Numa cidade com eleitorado médio, quando saem muitos candidatos a deputado estadual, há o risco de não se eleger nenhum, ou no máximo um. Quando há vários postulantes, há a necessidade de o candidato do município buscar apoio em outros municípios para ganhar a eleição. O que nem sempre é fácil, dadas as dificuldades de variados matizes, como falta de estrutura financeira.

Vinícius Luz: ex-prefeito de Jataí | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Em 2018, Jataí conseguiu eleger tão-somente o deputado estadual Zé Carapô (José Antônio Prado Nunes), da Democracia Cristã. Em 2022, ao menos cinco (ou até mais) políticos locais podem disputar o pleito: Dayane Simioni (PSD, estaria de saída), Geneilton Filho Assis (MDB, é o vice-prefeito), Rogério Souza (Rassis) Assis (PSC), Vinicius Luz (PP, mas o Democratas planeja conquistar seu passe), ex-prefeito, Zé Carapô.

Dayane Simioni: ex-candidata a vereadora | Foto: Facebook

Na semana passada, um repórter ouviu que Zé Carapô, tendo ficado em quarto lugar para a disputa da prefeitura, estaria desgastado. Pode ser. Mas o eleitorado tende a separar eleição para o Executivo da eleição para o Legislativo. O estilo agressivo do líder da DC pode ser bem-visto para a Assembleia Legislativa, mas não para o cargo de prefeito. Com sua vasta estrutura, ele tem chance de ser reeleito, talvez até ampliando a votação.

Geneilton Filho Assis: vice-prefeito de Jataí | Divulgação

O ex-prefeito Vinicius Luz conta com o apoio do deputado federal José Mário Schreiner, do partido Democratas. É um apoio importante, até porque Schreiner representa a região Sudoeste e é visto como atuante nas suas bases. Um político de Jataí chegou a sugerir que o prefeito Humberto Machado, do MDB, poderia apoiar a candidatura de Luz.

Rogério Assis (Rassis): secretário da prefeitura | Foto: Facebook

Mas o MDB não tem a tradição de bancar candidatos de outros partidos. O nome preferido do partido para deputado estadual seria o do vice-prefeito Geneilton Filho Assis. Mas há quem comente que, se Daniel Vilela disputar mandato de deputado federal, para fortalecer o partido, o ex-deputado federal Leandro Vilela pode ser candidato a deputado estadual. “Mas são apenas conjecturas”, admite um emedebista. “No momento, a aposta é que Daniel Vilela será candidato a governador ou a senador. Leandro Vilela disputaria mandato de deputado federal”, afirma.

Dayane Simioni disputou mandato de vereadora, em 2020, mas não foi eleita. É cotada para disputar mandato de deputada estadual.

O deputado federal Glaustin da Fokus, do PSC, pretende lançar Rogério Souza Assis, secretário da gestão de Humberto Machado, para deputado estadual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.