O ex-prefeito de Trindade Jânio Darrot, nova conquista do MDB do vice-governador Daniel Vilela, pode ser candidato a prefeito de Goiânia? Até pode. Mas ele não está se colocando para a disputa. Até porque o partido, no momento, tem sua pré-candidata — Ana Paula Rezende (conhecido como “Ana Paula do Iris”). O governador Ronaldo Caiado também tem simpatia pela candidatura da filha de Iris Rezende.

Bruno Peixoto, presidente da Assembleia Legislativa de Goiás | Foto: Sérgio Rocha

Se Ana Paula do Iris não for candidata, por motivos variados, como falta de vontade política, quais são as alternativas? A tendência é que o União Brasil banque o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás, Bruno Peixoto, para a disputa.

Sendo assim, qual seria o papel de Jânio Darrot? O que explica sua “volta” à política? Primeiro, porque, assim como Gustavo Mendanha tem força nos bairros de Goiânia limítrofes a Aparecida, o ex-prefeito tem força política nos bairros de Goiânia que ficam próximos de Trindade. Segundo, é um general eleitoral a mais para amparar o candidato da base governista a prefeito de Goiânia (o candidato da base do governo terá o apoio de Ronaldo Caiado, de Daniel Vilela, de Gustavo Mendanha, de Delegado Waldir, de Silvye Alves e, entre outros, de Jânio Darrot. Não há a menor dúvida: trata-se de um exército poderoso, capaz de movimentar uma multidão de cabos eleitorais).

Ana Paula do Iris: aposta do MDB de Daniel Vilela | Foto: Reprodução

Então, Jânio Darrot é um reserva de luxo como possível candidato a prefeito. Sobretudo, é o vice dos sonhos de muito candidatos. Uma chapa com Ana Paula do Iris com Jânio Darrot na vice será muito forte. Assim como uma chapa com Jânio Darrot como vice de Bruno Peixoto será fortíssima.

O fato mais importante, claro, é que a base governista está se encorpando ainda mais com a chegada de Gustavo Mendanha e Jânio Darrot na Grande Goiânia. (E.F.B.)