O irismo trabalha, em tempo integral, para afastar o PT da aliança com o PMDB em 2018. Tese de um irista: “Aliar-se ao PT, mesmo com bons nomes como o vereador Antônio Gomide e o deputado federal Rubens Otoni, é caixão e vela preta”.

O fato é que o PT acabará tendo de bancar um candidato a governador. Se Antônio Gomide optar pela Assembleia Legislativa — Rubens Otoni disputa a reeleição —, é provável que o partido lance Ceser Donizete ou a professora Kátia Maria dos Santos para governador. Nem que seja para cumprir tabela.