Iris Rezende rompe pacto do silêncio e volta a atacar Carlos Cachoeira, a quem chamou de “bandido”

 

Montagem

Montagem

Na sabatina do jornal “O Popular”, realizada na quarta-feira, 3, o candidato do PMDB a governador de Goiás, Iris Rezende, voltou a desafiar o empresário Carlos Cachoeira. “Eu não debato com bandido. Essas cartas saem do Palácio (das Esmeraldas). Por que ele [Carlos Cachoeira] não vem debater de frente comigo?” Na verdade, Carlos Cachoeira, que tem assessor de imprensa, publicou não uma carta, e sim um artigo no “Diário da Manhã”, no qual chamou o ex-prefeito de Goiânia de “pilantra ninja”.

A entrevista de Iris Rezende rompe um suposto pacto de silêncio dele com Carlos Cachoeira. O empresário agora tem de vir a público apresentar as provas das ligações do peemedebista com Fernando Cavendish e Cláudio Abreu e revelar detalhes de negócios aparentemente poucos católicos. O dono e o diretor da Delta estiveram com Iris Rezende, numa de suas fazendas, e teria sido filmado e fotografado por meio de um iPad. Eles estariam pescando.

Sobre sua ligação com a Delta Construções, de Fernando Cavendish, Iris Rezende atacou com virulência: “Ela (a Delta) não estava prostituída nesta época. Eles é que fizeram isso em seu governo” (referência a contratos da Delta com o governo de Goiás, curiosamente em valores bem menores do que os feitos por Iris Rezende e o PT de Anápolis). Não lhe foi perguntado e, por isso, Iris Rezende não pôde responder: como ele sabe o momento exato em que a Delta supostamente “prostituiu-se”?

Um desafio Iris Rezende não aceitou. O ex-deputado Frederico Jayme, do PMDB, cobra que apresente a relação de seus bens antes de 1983, quando assumiu o governo de Goiás, e depois deste ano.

2 respostas para “Iris Rezende rompe pacto do silêncio e volta a atacar Carlos Cachoeira, a quem chamou de “bandido””

  1. Avatar Mario Borges disse:

    Entre os mortos e feridos….. vão escapar todos.

  2. Avatar Alberto Nery disse:

    Só quero ver se o Cachoeira tem coragem de abrir a pouca. Contonuo com a tese que a sua munição acabou. Quando saiu da cadeia ameaçou o PT. Depois chamou o Marconi para um duelo e agora ameaça o Iris dizendo que vai dá uma entrevista bombástica ao jornal O Popular.
    Sabe nada inocente.’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.