Um deputado do PMDB disse ao Jornal Opção: “Na verdade, não está faltando tanto dinheiro assim na campanha de Iris Rezende. A questão central é que nós não queremos que dinheiro saia pelo ralo. Iris, com o apoio de parentes, está controlando os gastos com mão de ferro para evitar que oportunistas peguem dinheiro e invistam em suas campanhas para deputado federal e estadual e deixem a sua de lado. Iris desconfia que alguns peemedebistas estão fazendo jogo duplo”.

O jogo duplo, na opinião do irismo, nem é tão duplo assim. Iristas acreditam que alguns candidatos a deputado estão apoiando, por baixo dos panos, a candidatura de Marconi Perillo. Porque acreditam que a fatura está liquidada. Os aliados de Júnior Friboi, embora engajados na campanha, são apontados como os principais suspeitos.

Um aliado de Sandro Mabel afirma que o anúncio de que está faltando dinheiro contribuiu para reduzir a “pedilança” nos comitês. “Há dinheiro para a campanha de Iris. O que não há é dinheiro para bancar toda a estrutura de campanha do PMDB e aliados.”