Internada no Sírio-Libanês, auxiliar de Damares e filha de Ives Gandra está usando cloroquina

Angela Gandra pode ter sido contaminada pelo pai, que pode ter sido contaminado em contato com médico

O jurista Ives Gandra, um dos mais gabaritados do país, foi internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, e, quando se tratava de diverticulite — o quadro evoluiu para septicemia (infecção generalizada); “fiquei entre a vida e a morte” —, acabou contaminado pelo coronavírus. Como pegou a Covid-19, o advogado não sabe. Estava internado e manteve contato com os médicos Raul Cutait e David Uip. “Claro não dá para dizer que peguei deles.” Mas ele acha que pode ter contaminado a filha, Angela Gandra, que é secretária nacional de Família, uma das principais auxiliares da ministra Damares Regina Alves. “Um pai faz de tudo pelos filhos e nem quero imaginar essa possibilidade de eu ter passado para ela”, pontua.

Angela Gandra: internada no Hospital Sírio-Libanês | Foto: Reprodução

Angela Gandra está internada no Hospital Sírio-Libanês. “Ela é muito magrinha e estava bastante estafada com o trabalho e os cuidados com o pai internado, deve ter ficado com a imunidade baixa”, diz a deputada federal Carla Zambelli, do PSL. As duas são amigas.

Mesmo precisando do suporte de oxigênio, Angela Gandra já está no quarto e não tem febre. Ela está sendo tratada com cloroquina e outros medicamentos.

O Movimento Brasil Livre (MBL) afirma que não divulga fake news. No caso de Angela Gandra, seguiu sites que rejeitam o governo do presidente Jair Bolsonaro e postou a foto da auxiliar de Damares numa manifestação na Avenida Paulista. A data seria 5 de março e a manifestação supostamente pedia o término do isolamento social — em apoio a Bolsonaro e contra o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. Carla Zambelli contrapõe: “Isso é fake news. Angela nunca se meteu nessa discussão. A foto é da época do impeachment, basta ver a bandeira do Brasil na fachada do prédio da Fiesp”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.