Em Goiás, a pré-candidata pelo PSB Lucilene Kalunga foi a selecionada e deve ganhar mais estrutura para sua campanha

Lucilene Kalunga, aposta do PSB goiano para a Alego | Foto: Reprodução

O Instituto Marielle Franco é mais uma “herança” que deixa à sociedade a vereadora executada no Rio de Janeiro em março de 2018 – no sentido de que sua morte continua produzindo “frutos” para as causas sociais.

A entidade vai apoiar com atividades de formação política 27 mulheres negras, uma por Estado, para disputar as eleições de outubro próximo. Batizado de “Estamos Prontas”, o projeto é direcionado ao pleito para as Assembleias Legislativas.

Em Goiás, a pré-candidata pelo PSB Lucilene Kalunga foi a selecionada e ganha mais estrutura para seu pleito.

Lucilene é quilombola kalunga, da cidade de Cavalcante, na região da Chapada dos Veadeiros, e atua há 20 anos no movimento negro e de mulheres em Goiás.