O publicitário Célio Rezende sugere que, no lugar de demolir, a Igreja Católica amplie a sede da igreja

O Iphan precisa observar o que está acontecendo em Mutunópolis, cidade do Norte de Goiás. Para construir uma nova sede, a Igreja Católica pretende demolir a Igreja Nossa Senhora da Guia. O publicitário e marqueteiro Célio Rezende, sua mãe, Lurdes Rezende, e a contadora Tânia Rezende afirmam que a igreja foi construída com recursos da comunidade e por isso não deve ser demolida. “Por que não ampliar, no lugar de destruir?”, inquire Célio Rezende.

O publicitário prega uma união de todos os moradores da cidade, independentemente de suas religiões, para manter a construção intacta. “O objetivo é preservar um patrimônio histórico da cidade, um patrimônio coletivo que foi construído por todos, não apenas pela Igreja Católica. A igreja faz parte da nossa identidade.”

Lurdes Rezende afirma que a Igreja foi construída, entre 1958 e 1958, pela sociedade. “Meu marido, Zé do Celso, colocou os primeiros tijolos.”

Resta perguntar: o que o Iphan pode fazer? Talvez nada.

https://www.facebook.com/celio.rezende.1/videos/2259301354112695/?t=139