Ibaneis Rocha destina 7 milhões de reais pra região do Piauí onde tem fazendas

O governador tem de cuidar do Distrito Federal. Mas enviou dinheiro do Tratoraço para o Estado de sua família

O Brasil teria inventado o político que governa tanto o Distrito Federal quanto um Estado, o Piauí? Pode ser o caso de Ibaneis Rocha, do MDB, que, no papel, é governador “apenas” de Brasília, quer dizer do DF. Porém, segundo o jornal “O Estado de S. Paulo”, o emedebista “colocou 7 milhões de reais do orçamento secreto [do governo federal] no interior do Piauí, em municípios onde ele tem extensas fazendas de gado. As terras ficam no extremo sul do Estado, a mais de 800 quilômetros de Brasília”. A revista “Época” relatou, em reportagem, que o político tem 14 mil hectares de terra.

O esquema conhecido como Tratoraço e Bolsolão articulou 3 bilhões de reais para investir nas bases de aliados políticos do presidente Jair Bolsonaro. O Tratoraço usa a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) para repassar dinheiro para aliados aplicarem nos seus redutos eleitorais. A estatal, frisa o “Estadão”, se tornou “um duto para escoar recurso do orçamento secreto”. Ibaneis Rocha, que passou a acompanhar Bolsonaro na questão da pandemia do novo coronavírus, tem 22 milhões de reais à disposição. Ele decidiu “levar” parte do dinheiro não para Brasília, cidade-Estado que administra, e sim para o Piauí, Estado onde tem fazendas.

Jair Bolsonaro, presidente, e Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal | Foto: Reprodução

O “Estadão” frisa que, “para Sebastião Barros, onde fica a sede de uma de suas fazendas, Ibaneis destinou 4,7 milhões de reais para recuperar estradas, comprar caminhão e trator, construir ponte e instalar poste de energia. O dinheiro chegou no ano eleitoral de 2020, quando o governador tentava reeleger um aliado para a prefeitura”. Mas “seu candidato” foi derrotado.

O jornal acrescenta que, “na vizinha Corrente, município” onde mora sua família e “onde passou a infância, Ibaneis enviou 1,4 milhão de reais para ‘execução de serviços de recuperação de estradas vicinais’. Oeiras, mais no centro do Estado, teve 428 mil reais para comprar tratores, roçadeiras, caminhões-tanque e batedeiras de cereais. Há, ainda, mais 361 mil reais para a estrutura da Codevasf no Piauí com a compra de tratores e carros 4×4”.

Ibaneis Rocha, ao tentar se explicar, disse que é um político que saiu da esfera do DF. Seria um político nacional — o que, de fato, ainda não é. Acrescentou: “Não houve qualquer benefício em áreas próximas à fazenda do governador”. Um documento da Codevasf assinala: “A descentralização de créditos à Codevasf proporcionará apoio à infraestrutura produtiva e o fomento à sustentabilidade local em municípios localizados em sua área de atuação no Estado do Piauí. Trata-se de recurso proveniente da emenda de relator e indicado pelo governador do Distrito Federal, sr. Ibaneis Rocha”. O ofício está datado de 20 de junho de 2020.

O campinho de futebol da casa de Ibaneis Rocha é frequentado pelos filhos de Jair Bolsonaro. O “Estadão” nota que o senador Flávio Bolsonaro conseguiu um empréstimo no Banco de Brasília, o BrB, para comprar uma mansão de 6 milhões de reais em Brasília. O BrB está sob o comando de Ibaneis Rocha.

A pandemia da Covid-430 mil atingiu em cheio Brasília e seu entorno. Mesmo assim, Ibaneis Rocha “doou 22 mil máscaras” para o município de Corrente, no Piauí, relata do “Estadão”.

Consta que o governador do Piauí, o petista Wellington Dias, estaria enciumado com a “presença” do governador-informal em seu Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.