Ibaneis Rocha desrespeita as polícias de Brasília e de Goiás ao chamá-las de “bobas”

Talvez fosse o caso de vestir uma farda em Ibaneis Rocha e colocá-lo para perseguir o criminoso Lázaro Barbosa de Sousa, que matou várias pessoas

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), aderiu de vez ao “sincericídio”. Ante a dificuldade de se capturar Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, que matou quatro pessoas na região do Entorno de Brasília, o gestor disse que o criminoso fez as polícias do DF e de Goiás “quase de bobas”.

Na verdade, não é fácil prender um homem que circula — como se fosse um guerrilheiro — por regiões às vezes inóspitas. As polícias de Goiás e de Brasília, além da Polícia Federal e a Polícia Rodoviária, estão fazendo o trabalho correto — cercando o assassino serial. Talvez fosse o caso de vestir uma farda em Ibaneis Rocha e colocá-lo para perseguir o criminoso.

Ibaneis Rocha, governador do DF: agressividade com os policiais | Foto: Reprodução

O governador foi, sem dúvida, deselegante com os policiais que, dia e noite, procuram o criminoso e, ao mesmo tempo, lutam para preservar a vida de inocentes. Ibaneis Rocha sequer notou que policiais conseguiram salvar três vítimas — um casal adulto com sua filha adolescente. Ao acossá-lo, mantendo-o em movimento, as desrespeitadas polícias impedem que Lázaro Barbosa faça novas vítimas (se é que não fará).

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, pediu respeito à polícia de seu Estado. Já a polícia de Brasília não foi defendida, aparentemente, por ninguém — nem pelas oposições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.