Ibaneis busca aproximação com governo de Goiás em busca do eleitor do Entorno

Governadores adotaram tom de reconciliação durante evento na última semana

Os atritos entre o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), e o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (UB) datam desde o início do mandato. Durante a pandemia o distanciamento entre os dois gestores ficou ainda maior. O líder do Executivo goiano acabou por conquistar muitos apoios e aprovação na região do Entorno de Brasília, motivo pelo qual o emedebista ensaia uma aproximação.

O afastamento do entre os governadores começou quando Caiado decidiu colocar um freio nos incentivos fiscais, Ibaneis Rocha passou a assediar as empresas instaladas em Goiás. Em seguida, Caiado tentou articular o repasse aos municípios do Entorno de uma porcentagem do Fundo Constitucional do Distrito Federal, o colega do DF vetou a iniciativa. Caiado e Ibaneis também se desentenderam sobre o teor de uma carta de governadores em apoio à reforma da Previdência. Por fim, a relação se azedou mesmo quando, em pleno auge da pandemia, o governador do DF se recusava a decretar lockdow.

Entretanto, na última semana houve uma demonstração de reaproximação. Os dois inauguraram, juntos, o sistema Corumbá IV, uma obra hídrica do interesse de ambas as unidades da Federação. Em entrevista à imprensa, Ibaneis afirmou que superou as “desavenças” com o governador vizinho.

Politicamente, Ibaneis age estrategicamente. O Entorno possui milhares de eleitores que votam em Brasília. Nas cidades circunvizinhas ao DF Caiado tem grande influência politica, graças a costuras feitas nos últimos anos, com prefeitos, deputados e líderes da região. O governador goiano conta com avaliação positiva e boa popularidade entre os moradores das cidades do Entorno. O momento para uma reaproximação de Ibaneis não seria mais oportuno, para seu projeto eleitoral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.