Frentão político do deputado federal pode contar com apoio de Lissauer Vieira, do PSB

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

O prefeito Paulo do Vale (MDB) prometeu que iria fazer uma gestão revolucionária em Rio Verde. Até agora, não conseguiu. A administração não é ruim, mas nada tem de extraordinária — exceto para a imprensa que o “protege”. Ressalve-se que as prefeituras, dada a concentração de recursos na união, estão praticamente quebradas. O emedebista pelo menos faz uma gestão responsável e sem escândalos.

Um aliado diz que Paulo do Vale não pretendia ser candidato. Mas, com a vitória de Ronaldo Caiado, pelo qual trabalhou, é provável que vá à reeleição. Se não for, sua base política pode apoiar Chico do KGL, recém-eleito deputado estadual. Segundo um democrata, “até as pedras, os postes e as crianças de 3 anos sabem que Paulo será candidato a prefeito”.

O deputado federal Heuler Cruvinel (PP), que fica sem mandato a partir de 2019, começa a se preparar para a disputa de 2020. Ele será o principal rival de Paulo do Vale, para quem perdeu em 2016. O prefeito é filiado ao MDB, mas há quem aposte que se filiará ao DEM — a pedido do governador eleito Ronaldo Caiado. Se isto ocorrer, e se o emedebismo estiver sob o comando de Daniel Vilela, uma composição com Heuler Cruvinel é possível. Porém, se estiver sob o comando de Adib Elias, o MDB fecha com o prefeito. O Frentão de Heuler Cruvinel pode conquistar o apoio de Lissauer Vieira, do PSB.

O deputado Lissauer Vieira (PSB) frisa que não será candidato a prefeito. “Pode anotar e me cobrar depois. Vou trabalhar para ser um deputado estadual eficiente e útil para Goiás, para o Sudoeste, para Rio Verde.” Inquirido sobre a gestão do prefeito, o parlamentar frisa que “é bom gestor e não está mal. Mas falta diálogo com a sociedade civil e a sociedade política. Há uma parcela da sociedade que não está satisfeita com sua administração”.

Edwal Freitas Portilho, o Tchequinho, disputou mandato de deputado federal e não foi eleito. Ele figura na lista dos possíveis candidatos a prefeito de Rio Verde. Esbarra, porém, em Paulo do Vale, pois são do mesmo partido.