Há um movimento silencioso, ma non troppo, sugerindo que o jovem permaneça na Prefeitura de Aparecida de Goiânia

Um político ligado ao prefeito Gustavo Mendanha, de Aparecida de Goiânia, põe três questões em discussão (ele pediu o anonimato da fonte).

1

“O vice-prefeito Vilmar Mariano deixou a presidência do Podemos para garantir a Gustavo que vai apoiar sua candidatura governador. Mas o que se comenta, nos bastidores, é que, tão logo assuma, pode abrir conversações com o governador Ronaldo Caiado e Daniel Vilela. O principal aliado de Gustavo em Aparecida, Tatá Teixeira, é adversário figadal do Vilmarzim…

2

“Não está inteiramente descartada a ida de Gustavo para o PL. Tanto que ele está liberando seu pessoal, como Cláudio Meirelles e Paulo Cezar Martins, para se filiar ao partido. Ninguém, em sã consciência, acredita que o deputado Major Vitor Hugo tem alguma chance de fazer boa figura na disputa pelo governo de Goiás. Mas há também os que sustentam que Gustavo está sendo abandonado, de vez, por seus aliados…

Gustavo Mendanha: adeus à disputa? | Foto: Divulgação
3

“Há um movimento, ainda meio silencioso, entre auxiliares e aliados de Gustavo, sugerindo que fique na prefeitura. Consta que ele continua com vontade de disputar o governo de Goiás, mas começa a raciocinar, fria e racionalmente, que talvez seja mais adequado ficar mais dois anos e nove meses na Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Muita gente de bom senso, e realmente amiga do prefeito, tem recomendado que ele não saia da prefeitura. Se sair, já no dia 3, perde toda a estrutura que está alavancando seus passos atuais. Portanto, insisto, a renúncia à disputa está, cada vez mais firme, no horizonte de Gustavo.”