Grupo Zarhan, que está comprando a TV Anhanguera, está preocupado com o problema chamado Pablo Câmara

Os imóveis do Grupo Jaime Câmara estão de fora da negociação da TV Anhanguera com o Grupo Zarhan, de Mato Grosso. A Globo tem pressionada pela venda. Cobra rapidez, boa vontade e bom senso.

As auditorias do Grupo Jaime Câmara e do Grupo Zarhan não apresentaram números semelhantes. Uma auditoria independente deve apresentar números que possibilitem a rearticulação da negociação.

Uma coisa é certa: se depender da TV Globo, o Grupo Jaime Câmara não será mais seu parceiro na área de comunicação. As relações entre os Câmaras e os Marinhos são negativas há algum tempo.

O Grupo Zarhan está preocupado com outro problema: Pablo Câmara tenta obter na Justiça o reconhecimento de que é filho de Jaime Câmara e irmão de Jaime Câmara Júnior (o Júnior Câmara, atual presidente do grupo). Se ficar comprovado — fisicamente, os três são parecidos —, Pablo Câmara terá direito a pelo menos 25% do Grupo Jaime Câmara.

Se a Justiça decidir que Pablo Câmara tem direito à herança do pai, Jaime Câmara Júnior deixa de ser o acionista majoritário. Na semana passada, executivos do Grupo Zarhan envolvidos na aquisição da TV Anhanguera (“O Popular” é o patinho feio do grupo) reuniam informações, inclusive judiciais, sobre Pablo Câmara. Eles temem questionamentos na Justiça — se comprarem a TV Anhanguera. A Globo foi informada do “problemão”.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.