Grupo Zarhan fecha aquisição da TV Anhanguera

Valor pode ter ficado bem abaixo dos 700 milhões citados inicialmente

Os grupos Zarhan e Jaime Câmara estavam concluindo a auditoria dupla na TV Anhanguera — retransmissora da programação da Globo em Goiás — e empresas correlatas, na semana passada.

O negócio está fechado e já se pode dizer que o grupo de Mato Grosso comprou a TV Anhanguera. A família Câmara — leia Jaime Câmara Júnior, Tasso Câmara e Tadeu Câmara — deixa de ser, de um dia para outro, poderosa.

Os valores do negócio não foram revelados. Inicialmente, comentou-se que a Anhanguera havia sido vendida por 700 milhões de reais. Em seguida, falou-se em 1 bilhão. Mas economista especializado em balanços sugere que, com ativos na casa de 247 milhões de reais, a emissora deve ser vendida por cerca de 300 ou 350 milhões de reais. O que pode ampliar o valor do negócio são os imóveis, situados em lugares privilegiados.

O que o Grupo Zarhan quer mesmo é a concessão da TV Globo. Nada mais. “O Popular”, por exemplo, pode ser arrendado por um grupo político. Ou então será assumido por uma parte da família Câmara — Tadeu e Tasso Câmara (apesar de doente, tem paixão pelo jornal, fundado por seu pai, Joaquim Câmara).

O Jornal Opção ouviu Tasso Câmara, um dos principais proprietários do Grupo Jaime Câmara (só perde, em ações, para Jaime Câmara Júnior, o filho de Jaime Câmara, um dos fundadores da empresa). “Da parte de minha família, quem está cuidando da negociação é Tadeu Câmara”, informou. Eles são irmãos. “A Anhanguera está vendida, mas ainda não foi repassada para o grupo de Mato Grosso”, disse, por telefone.

Guliver Leão, um dos negociadores indicados por Jaime Câmara, embora seja do ramo de comunicação, disse que não falará sobre o assunto, dada a “fofocaiada”. Ele frisa que é advogado e não jornalista. Empresas do ramo jornalístico apreciam divulgar os negócios dos outros, mas, quando se trata de seus próprios negócios, tendem a escondê-los.

Como o Grupo Jaime Câmara está sendo absorvido pelo Grupo Zahran, os negociadores não sabem se produzem uma nota conjunta ou duas notas, com as explicações dos dois grupos.

Deixe um comentário