Grupo de Iris e Adib Elias pode trabalhar afastamento de Daniel Vilela do comando do MDB

Irismo postula que, se Ronaldo Caiado for eleito governador, terá como reconquistar apoio dos aliados emedebistas e isolar o vilelismo

Daniel Vilela pode perder o comando do MDB e até ser afastado do partido

O candidato do MDB a governador de Goiás, Daniel Vilela, e seu pai, Maguito Vilela, não querem deixar o partido. Qualquer que seja o resultado das eleições deste ano, vão lutar pela hegemonia, disputando o poder com o grupo de Iris Rezende e Adib Elias.

Mas há quem aposte que, se Iris Araújo for eleita deputada federal e se Ronaldo Caiado for eleito governador, e o grupo de Daniel não eleger nenhum deputado federal, é quase certo que perderá o comando partidário para o grupo do prefeito de Goiânia. Os prefeitos de Catalão, Adib Elias, de For­mo­sa, Ernesto Roller, de Goia­nésia, Renato de Castro, de Rio Verde, Paulo do Vale, e de Goiânia, Iris Rezende, se preparam para retomar o controle do partido. Juntos, acreditam ter força para afastar Daniel do comando do MDB. Se for o caso, até com o afastamento de Daniel, Maguito Vilela e Gustavo Mendanha do partido.

Se Caiado for eleito, os emedebistas apostam que conquistarão estrutura — poder e cargos — para oferecer aos correligionários.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.