Gleysson Cabriny diz que pretende disputar a Prefeitura de Trindade

O vice-prefeito afirma que a base de Jânio Darrot tem três nomes: o dele, o de Alexandre César e o de Hélio Braz

Gleysson Cabriny e Jânio Darrot: o vice-prefeito e o prefeito de Trindade

O vice-prefeito de Trindade, Gleysson Cabriny de Almeida Costa, de 42 anos, é cotado para disputar a prefeitura em outubro de 2020 — daqui a um ano e 10 meses.

Gleysson Cabriny disse ao Jornal Opção na sexta-feira, 23, que seu nome está à disposição da base política da qual faz parte. “Estou trabalhando há muito tempo e avalio que chegou o momento de disputar. Mas sei que não depende só de mim. Sou filiado ao PSDB.”

Ligado ao prefeito de Trindade, Jânio Darrot, Gleysson Cabriny frisa que um aliado tem sugerido que deve migrar para outro partido político. “Não se sabe a extensão do terremoto político de 2018 e se vai abalar a eleição de 2020. Vou esperar um pouco, mas há a possibilidade, ainda que remota, de sair do PSDB.”

A relação de Gleysson Cabriny com Jânio Darrot é, segundo o vice-prefeito, “muito boa, forte mesmo”. “No momento, nós temos três pré-candidatos a prefeito: eu; o secretário da Indústria e Comércio, Alexandre César, do PP; e o presidente da Câmara Municipal, Hélio Braz. O grupo do prefeito deve lançar apenas um nome e a expectativa é que seja o meu. Mas acrescento que tenho o maior respeito tanto pelo Alexandre César quanto pelo Hélio Braz. São nomes qualitativos.”

O vice-prefeito afirma que, antes de definir o nome do candidato, seu grupo político deve fazer pesquisas tanto quantitativas quanto qualitativas, a partir de março, com o objetivo de avaliar cenários e a força de cada postulante na sociedade.

O PDT deve bancar a candidatura de George Morais e o DEM tende a lançar o deputado estadual Dr. Antônio. “Há a possibilidade de cinco e até sete políticos disputarem a Prefeitura de Trindade em 2020. Mas pode ocorrer composições. Além dos nomes mencionados, há também o do ex-prefeito Valdivino Chaves, que, embora seja filiado ao PSD, pode disputar pelo MDB. Na campanha de 2018, Valdivino Chaves e o Dr, Antônio se aproximaram, pois apoiaram a candidatura de Ronaldo Caiado a governador. O grupo do ex-prefeito Ricardo Fortunato, do MDB, apesar de ter se saído mal na eleição de 2018, pode lançar candidato a prefeito. Mas pode optar por um nome novo, sem desgaste.”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.