A vereadora Aninha Carvalho é cotada para vice do emedebista. Mas há quem planeje apoiá-la para prefeita

Dr. Antonio e George Morais: os dois estão em pé de guerra em Trindade | Foto: Reprodução

O médico George Morais insiste que será candidato a prefeito de Trindade, mas, nos meios jurídicos, há uma aposta de que o líder do PDT está fora da disputa eleitoral de 2020.

Se publicamente George Morais afiança que será candidato, nos bastidores seu grupo articula duas outras candidaturas.

Ricardo Fortunato: um nome para substituir George Morais | Foto: Edilson Pelikano/Arquivo

Primeiro, comenta-se que a vereadora Aninha Carvalho, do Solidariedade, atual vice de George Morais, pode ser promovida a candidata a prefeita. A vereadora é apontada como popular, mas não teria força política para enfrentar pesos-pesados como o deputado estadual Antônio Carlos Caetano de Moraes, do partido Democratas, e Marden Gabriel Alves de Aguiar Júnior, do Patriota. Dr. Antônio tem o apoio do governador Ronaldo Caiado, do Democratas, e de uma ampla frente política. Marden Júnior é bancado pelo prefeito Jânio Darrot, do PSDB, que é popular e respeitado como gestor.

A vereadora Aninha Carvalho aparece ao lado do ex-prefeito Ricardo Fortunato, e mais atrás está o pedetista George Morais |Foto: Facebook da TV Trindade

Segundo, há uma aposta de que, na verdade, George Morais vai apoiar a candidatura do ex-prefeito Ricardo Fortunato, que tem mais experiência política e estrutura para uma disputa majoritária. No momento, Ricardo Fortunado, do MDB, apoia a postulação de George Morais.

A tendência — insista-se: tendência — é que Aninha Carvalho fique como vice de Ricardo Fortunato.

Com a possível saída de cena de George Morais, a tendência é que a polarização seja entre Dr. Antônio e Marden Júnior. Um expert na política local afirma que não se deve subestimar a capacidade de trabalho de Jânio Darrot e também a capacidade de articulação do jovem Marden Júnior. “O excesso de confiança de Dr. Antônio pode ser a pedra instransponível em seu caminho”, afirma um vereador.