Frederico Bispo diz que trabalha para assumir a presidência do PMN

Militantes históricos do partido hipotecam apoio ao jovem político

Atualmente filiado ao PSDB, Frederico Bispo disse ao Jornal Opção na segunda-feira, 13, que não desistiu de assumir a presidência do PMN. “Quero ser o presidente. Tenho recebido várias manifestações de apoio de filiados do partido. O ex-vereador José Chaveiro só não deixará o partido se eu assumir o comando. Um dos militantes históricos declarou seu apoio à minha pretensão.”

Frederico Bispo afirma que, se assumir o comando, irá fazer um trabalho de reorganização do partido em todo o Estado. “Vamos trabalhar para manter o equilíbrio, porque alguns integrantes querem deixar o partido porque o atual presidente quer apoiar a candidatura de Ronaldo Caiado (DEM) para governador.” A deputada do partido, Eliane Pinheiro, deve sair, e um dos motivos é a adesão do presidente do PMN, Eduardo Macedo, à pré-campanha de Ronaldo Caiado.

Pré-candidato a deputado estadual, Frederico Bispo aposta que, se o PMN mantiver sua unidade, pode eleger mais deputados em 2018. Bancado pela Igreja Quadrangular, ele é ligado ao governador de Goiás, Marconi Perillo.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.