Fotografias mostram que o poder público municipal abandonou Guapó, que já chamam de Buracolândia

As ruas estão sujas, esburacadas e encardidas. O poder público não troca as lâmpadas queimadas. O lixo se tornou o imperador das ruas

Guapó 4 c1b2bca4-92a1-41e5-83c7-d0e3d74e9508

A primeira pergunta que se faz ao visitar Guapó é: o município tem prefeito? As pessoas dizem que “sim”, mas os visitantes não acreditam — e com razão. A cidade está literalmente abandonada ao deus-dará. O caos é absoluto.

Guapó 2 aae48f8c-d9e1-448c-8f8a-7feb3cdfa98f

Os moradores reclamam da dengue, dos estupros e dos assaltos. Enfim, do abandono generalizado. A mão do Poder Executivo na cidade só existe para cobrar impostos, mas não para atender a população.

Guapó 3 46fb3534-bdb1-41bb-930b-acb83c9d7416

A Polícia Militar diz que tem dificuldade para trafegar devido a quantidade infinita de buracos. Um visitante chegou a sugerir, em tom de brincadeira — e, curiosamente, nenhum morador protestou —, que o nome de Guapó, se fosse mudado para Buracolândia, ficará mais preciso, até perfeito.

As ruas de Guapó, segundo os moradores, se tornaram verdadeiros lixões. Entulhos estão por toda parte. O mato tomou conta, como se fosse o imperador da cidade. A escuridão reduz a segurança e contribui para aumentar o número de acidentes. O poder público, sempre ausente, não troca as lâmpadas queimadas.

Se uma imagem vale por mil palavras, o leitor deve olhar com atenção as fotografias feitas em Guapó. São o retrato exato do caos, do abandono e, sobretudo, da ausência do poder público no destino da cidade e de seus moradores. Portanto, o nome Buracolândia — ou Descasolândia — é mesmo apropriado.

Guapó 1 e9e89fa5-adca-4efc-bf70-fa3c0ca3e491

Depois de verificar as fotografias, os leitores por certo perguntarão: “É uma cidade?” Bem, os moradores certamente dirão: “É Guapó”. Ou, dirão os visitantes, “Buracolândia”. Consta, por sinal, que as únicas “empresas” que não estão em crise em Guapó são as oficinas para conserto de carros, motos e bicicletas.

Deixe um comentário