Flávia Morais diz que PDT terá candidato a prefeito de Trindade

A deputada federal diz que a escolha de Sergio Moro e Onyz Lorenzoni para ministro são positivas. Mas faz ressalva as propostas de Paulo Guedes

Flávia e George Morais | Foto: Arquivo

A deputada federal Flávia Morais disse ao Jornal Opção, em tom peremptório: “O PDT vai lançar candidato a prefeito de Trindade”.

Inquirida se será a candidata, dada sua popularidade no município, Flávia Morais disse que o partido ainda não definiu quem será o candidato. Tanto pode ser a parlamentar quanto seu marido, o médico George Morais, presidente do PDT em Goiás.

Flávia Morais acredita que, em 2020, o PDT fará o prefeito de Trindade. “A gente percebe que o eleitorado quer mudança, alternância de poder.”

Sobre a indicação de Sergio Fernando Moro para o Ministério da Justiça, Flávia Morais sublinha que se trata de um “grande nome”. “Moro tem um papel crucial no combate à corrupção. Ele mostrou coragem e competência. Verificando sua ação, percebe-se que é possível trabalhar, ser correto e não ser corrupto. Trata-se de um exemplo para o país. Sua escolha foi uma tacada de mestre”.

Quanto a Onyx Lorenzoni, que será ministro da Casa Civil do governo do presidente eleito Jair Bolsonaro, Flávia Morais afirma que se trata de um político experimentado. “Ele bom articulador e, por isso, deve funcionar como ponte entre o presidente e o Congresso, a sociedade e o governo. Onyx sabe como funciona o Legislativo, o que vai facilitar o relacionamento. Nós trabalhamos juntos em algumas comissões e, por isso, sei que é agregador.”

O economista Paulo Guedes, que será superministro, é visto por Flávia Morais como “um expert”. “Algumas de suas colocações são boas. Mas nós, do PDT, questionamos o enxugamento drástico da máquina pública, a redução de ministérios. Há casos em que não dará certo. O Meio Ambiente tem de ficar separado do Ministério da Agricultura. O Ministério da Educação já é muito grande, portanto a Cultura deve ficar à parte.”

Há indícios de que George Morais pode assumir a Secretaria de Cidadania do governo de Ronaldo Caiado. Flávia Morais admite que, como apoiou o candidato do DEM para governador, a tendência é que o PDT participe do governo. “Não vamos pressionar, de maneira alguma, por cargos. Adianto que ainda não conversamos com Ronaldo Caiado sobre cargos.”

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Sandoval Neto

o PDT em Goiás nada mais é que um partido fisiológico

Heraldo

Ô Sandoval, pelo jeito o Sr. não lê, não assiste TV Camara, não conhece de política e muito menos de partido. Ainda quer aponta na culatra, quem sabe de tucano com mascara, dizendo por aí não ter (defender) uma ideologia partidária. Quem sabe, não fisiológico, seja só seu partido Sr. Sandoval.