Fernando Machado avalia Hugol: “Contribui com a rede de atenção à cardiologia, neurologia e leitos de UTI”

Secretário de Saúde de Goiânia, Fernando Machado | Foto: Edilson Pelikano

Fernando Machado ressalta ainda atendimento a pacientes com queimaduras | Foto: Edilson Pelikano

O secretário Municipal de Saúde (SMS), Fernando Machado, avaliou o novo Hospital de Urgências de Goiânia Otávio Lage de Siqueira, o Hugol da Região Noroeste, inaugurado no início da semana. “Vem a contribuir principalmente com a rede de atenção à cardiologia, neurologia e ao desafogamento dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) adultos e pediátricos de Goiânia.”

Ele afirma também que o novo centro de atendimento é o único hospital público a atuar na área de queimaduras. “Tínhamos essa deficiência nesses atendimentos em Goiás e Goiânia é uma referência para o estado.”

Fernando Machado reconhece que o Hugol contribui em peso para a SMS com os novos leitos. “E apesar da capital ter número maior de leitos de UTI que o preconizado pelo Ministério da Saúde e a OMS [Organização Mundial da Saúde], Goiânia é referência para mais de 600 cidades. Realmente, temos que ter um quantitativo de leitos acima para poder servir”, relatou.

Por fim, relata que é a imprensa tem papel fundamental na conscientização para que a população entenda que o Hugo 1 e o Hugol atendem a casos de urgência. “A pessoa não pode procurar um hospital terciário, de grande porte, para tratar uma infecção urinária simples, febre, sinusite, dor de garganta. Isso vai tumultuar os atendimentos”, analisa o auxiliar do prefeito Paulo Garcia (PT).

Deixe um comentário