Fernando Krebs disputa a presidência da AGMP, mas está filiado há apenas três meses

O promotor nunca prestigiou a associação, nem é cooperado de seu plano de saúde. Estaria de olho na disputa de senador em 2018?

Fernando Krebs e José Neltofirst-11854-0

O promotor de justiça Fernando Krebs disputa a presidência da Associação Goiana do Ministério Público com o atual dirigente, o procurador Benedito Torres, no dia 11 de dezembro. O problema é que Krebs não prestigiava a AGMP — tanto que se filiou a apenas três meses.

O candidato oposicionista também esteve por cinco anos distante da associação, sem contribuir com os debates e a atuação da entidade na defesa dos associados do Ministério Público. Além disso, não é cooperado do Sampi, o plano de saúde da AGMP.

Alguns promotores criticaram ao Jornal Opção que o intuito de Krebs, ao disputar a presidência da AGMP, seria apenas utilizar a entidade como plataforma para promoção pessoal e visibilidade para projetos político-eleitorais futuros. Nos bastidores, já há algum tempo se cogita o nome de Krebs para uma candidatura ao Senado, possivelmente pelo PMDB.

O deputado estadual José Nelto confirmou ao Jornal Opção que fez o convite a Krebs. Os dois são amigos íntimos.

Se perder, sai de novo?

Aos promotores goianos, resta a dúvida se, caso perca a eleição, Fernando Krebs se desfiliará novamente da associação. Não saberia o respeitado promotor que também é possível e necessário contribuir com a entidade sem que seja preciso ocupar cargo de direção dentro dela?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.