Pré-candidato Giuseppe Vecci | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção
Pré-candidato Giuseppe Vecci | Foto: Renan Accioly/Jornal Opção

O economista e deputado federal Giuseppe Vecci, pré-candidato a prefeito de Goiânia pelo PSDB, é consistente como político, como empresário (dirige a Faculdade Cambury) e como gestor. Não há quem diga que não tenha competência e capacidade formulação. O que há de melhor nos governos de Marconi Perillo tem o seu dedo — da Renda Cidadã à Bolsa Universitária, passando pelo Vapt Vupt. Mas, até por falta de recursos financeiros — não conseguiu, por exemplo, contratar o marqueteiro Marcus Vinicius (que ajudou a eleger um presidente da Colômbia e derrotou Duda Mendonça em pelo menos duas disputas eleitorais das quais participaram como agentes criadores) —, não montou, até agora, uma estrutura profissional. Parte de sua equipe é meio amadora e diz quem isto são tucanos erados — e não o jornal.

Ao fazer impulsionamento pago no Facebook, Giuseppe Vecci foi pego pela Justiça Eleitoral. O candidato tem múltiplas funções — além da pré-campanha, atua como deputado federal em Brasília, e com eficiência — e, por certo, não sabia que estava cometendo uma ilegalidade. É uma falha decorrente da falta de profissionalismo de sua equipe, não do postulante em si.