Erros de Juraci Martins podem prejudicar candidatura de Lissauer Vieira

“Preço” por má gestão de recursos de áreas fundamentais no governo de Juraci Martins pode ser cobrado da candidatura de Lissauer Vieira

“Preço” por má gestão de recursos de áreas fundamentais no governo de Juraci Martins pode ser cobrado da candidatura de Lissauer Vieira

O dinheiro gasto com publicidade é um dos vários pontos que têm sofrido sérias críticas por parte da população, nos últimos anos, em relação ao serviço público. Isso porque as gestões, não raro, reclamam de falta de recursos. Porém, “o dinheiro da publicidade é sagrado”. E quando se pensa em termos de gestão municipal, a questão se agrava, pois são os prefeitos os primeiros a reclamarem dos escassos recursos.

E quando uma prefeitura resolve tirar o dinheiro de áreas essenciais, como educação e saúde, para investir em propaganda? Veja o caso de Rio Verde: apuração do Ministério Público constatou que a prefeitura de Juraci Martins (PPS) assinou, em março de 2015, contratos com uma empresa de publicidade no valor de quase R$ 3 milhões para divulgação de programas, ações e campanhas institucionais.

O problema é que os recursos usados para pagar a empresa vinham de áreas nas quais não poderia haver desvio de finalidade do dinheiro: o Fundo Muni­cipal de Educação, R$723 mil e Fundo Municipal de Saúde, R$ 756 mil; os outros 1.503 milhão ficariam por conta do próprio município.

Por isso, Por isso, a promotora de Justiça Renata Dantas de Morais e Macedo propôs ação civil pública contra o município. A promotora informa que o desvio de função das verbas afrontam diretamente os princípios da legalidade e eficiência da administração pública, já que, ao fazê-lo, a prefeitura deixa de cumprir com suas obrigações nas áreas essenciais. “São inúmeras ações visando o fornecimento de remédios pelo município, faltando até aspirina nos postos de saúde, um dos mais baratos do grupo de analgésicos”.

A ação já é antiga, mas isso a população tem voltado a comentar o assunto, o que poderá atingir a candidatura de Lissauer Vieira, recém-filiado ao PSB, à prefeitura da cidade. Lissauer tem sua candidatura apoiada em Juraci, seu maior incentivador.

Isso porque, em 2012, o MP acionou a prefeitura para que ela fosse obrigada a prestar serviço de educação infantil em creches, tendo sido determinada liminarmente o fornecimento de 750 vagas para crianças que constavam em lista de espera elaborada pelo Conselho Tutelar. Na ocasião, o município justificou dificuldades orçamentárias e limitações financeiras.

A pergunta que muitas pessoas têm feito em Rio Verde é: por que tirar dinheiro da educação e da saúde, duas áreas primordiais na vida de qualquer pessoa, e essencial para uma cidade grande como Rio Verde, para “investir” em publicidade e propaganda?

A “conta” poderá ser cobrada nas urnas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.