Ernesto Roller e Cláudio Meirelles devem ser conselheiros do TCM

Nilo Resende pode se aposentar este ano. Joaquim de Castro pode se aposentar em 2020. Conselheiros entendem as pressões de deputados . Eles também já pressionaram

Cláudio Meirelles: Assembleia quer bancá-lo para a vaga de Nilo Resende | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

Um conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios — Nilo Resende — já tem tempo de serviço suficiente para se aposentar. O presidente do TCM, Joaquim de Castro, pode, se quiser, se aposentar em 2020. Portanto, o tribunal terá duas vagas entre 2019 e 2020.

Os deputados que dirigem a Assembleia Legislativa, ao lado de seu presidente, Lissauer Vieira (PSB), fizeram um acordo: uma das vagas está reservada para Cláudio Meirelles (PSC). O parlamentar quer ir para o TCM. Ele possivelmente ocupará a vaga de Nilo Resende — que deve ser o primeiro a se aposentar.

Ernesto Roller, secretário de Governo | Foto: Francisco Costa/Jornal Opção

A rigor, Nilo Resende não fala em se aposentar. Mas ele conhece as regras do jogo da política e do TCM. Depois de determinado período, começam as pressões para que conselheiros aceitem a aposentadoria e abram espaço para outros políticos. Quando entrou para o tribunal, há alguns anos, aconteceu a mesma coisa. Portanto, entre políticos e conselheiros, ninguém estranha as pressões.

Nilo Resende, conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios | Foto: Reprodução

A vaga de Joaquim de Castro também estaria reservada para a Assembleia Legislativa. Entretanto, como Ernesto Roller — secretário de Governo da gestão de Ronaldo Caiado — foi deputado, é praxe não ter problema. Ele é o mais cotado para se tornar conselheiro.

Três conselheiros ouvidos pelo Jornal Opção disseram a mesma coisa: Cláudio Meirelles e Ernesto Roller, pela experiência como advogados e deputados (o segundo também foi prefeito de Formosa e secretário de Segurança Pública do governo de Alcides Rodrigues), tendem a contribuir para o fortalecimento do TCM.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.