Daniel Vilela | Foto: Nathan Sampaio

Comenta-se, cada vez mais, que políticos da base governista usaram o pré-candidato do MDB a governador, Daniel Vilela, para se cacifarem junto ao governador de Goiás, José Eliton, pré-candidato à reeleição pelo PSDB.

“Na verdade, nenhum deles realmente queria ficar com Daniel Vilela, que, a rigor, nada tem a oferecer. Mas o usaram, com habilidade, para ficar mais forte ao lado de José Eliton. A senadora Lúcia Vânia, por exemplo, conversou com todo mundo e, depois, fechou com o governismo. O PP de Alexandre Baldy está fazendo o mesmo, quando quer indicar o vice de José Eliton, Vanderlan Cardoso, e sua mulher, Luana Baldy, para suplente de Marconi Perillo. Parece que só Vilmar Rocha não quer mesmo apoiar José Eliton”, afirma um emedebista. Ele admite que Daniel Vilela não foi enganado, “mas deu corda excessiva para supostos aliados”.