Em últimos atos, Marconi Perillo elogia Thiago Peixoto

Tucano tem destacado o papel de aliados que o ajudaram nas últimas gestões. Um dos mais lembrados tem sido o parlamentar do PSD

Em seus últimos compromissos como governador de Goiás antes de passar o bastão para o vice (José Eliton-PSDB), Marconi Perillo (PSDB) tem feito afagos nos aliados que o ajudaram de forma significativa e direta nos últimos dois governos. E um dos destinos mais comuns desses elogios tem sido o deputado federal Thiago Peixoto (PSD), que faz parte da base de apoio do tucano no Congresso Nacional e foi seu auxiliar direto nas secretarias de Educação (2011-13), Gestão e Planejamento (2015-16) e Desenvolvimento (2016).

Em Luziânia, por exemplo, na inauguração de duas escolas estaduais no Jardim Ingá, Marconi ignorou as disputas locais pelos holofotes (o federal Célio Silveira e o estadual Diego Sorgatto tentaram trazer para si o mérito sobre as obras). O governador ressaltou que o processo para levar quatro unidades escolares para Luziânia e mais de 40 para o estado foi iniciado por Thiago Peixoto quando era secretário.

Além disso, durante o evento, também foi ressaltado o papel central do então secretário de Educação para fazer Goiás se tornar destaque nacional no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Thiago Peixoto pegou o estado em posições discretas no ranking nacional e, em pouco tempo, colocou o ensino público goiano nas primeiras posições no principal ranking nacional que analisa a qualidade educacional.

O prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (PSD), adversário político do grupo de Célio, foi mais incisivo e destacou que Thiago é um grande parceiro e um dos principais benfeitores do município em seus dois mandatos à frente da cidade. Elegante, Thiago Peixoto, no evento, ressaltou que os resultados são frutos de um trabalho de várias mãos e que isso é fundamental para melhorar as condições de vida da população.

Outro momento em Goianésia, durante a inauguração de melhorias em saúde e saneamento na região. Marconi Perillo destacou o trabalho que Thiago tem feito pela região desde que Jales Fontoura era prefeito (a cidade hoje é administrada pelo MDB). Para o governador, Thiago mantém sua atenção com a cidade, independente do grupo político que a administra. O parlamentar devolveu o elogio e disse que, em seus governos, Marconi foi fundamental para consolidar a importância de Goianésia para o estado.

O terceiro momento foi em Brasília na passagem da presidência do Consórcio Brasil Central de Marconi para Pedro Taques, governador do Mato Grosso. Em seu discurso de despedida, o governador goiano chamou a atenção para a importância de Thiago Peixoto na criação e estruturação do consórcio regional de desenvolvimento que integra Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Maranhão. O tucano lembrou que a ideia foi formulada por Thiago e pelo professor e ex-ministro Roberto Mangabeira Unger.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.