Eliane Bomtempo quer ser a primeira mulher a administrar Sanclerlândia

A psicóloga afirma que a gestão de Itamar Leão é fraca, distante da sociedade e não tem um projeto para desenvolver o município

Sanclerlândia é uma pequena cidade do Estado de Goiás, com menos de 8 mil habitantes. A psicóloga Eliane Bomtempo, de 52 anos, do DEM, diz que decidiu ser candidata a prefeita para acabar com a modorra na cidade e potencializar o desenvolvimento do município — gerando mais empregos e aumentando a renda das pessoas. A cidade não tem um polo industrial. “A Construção de um polo pode atrair indústrias”, aposta. A cidade tem 40 confecções, que produzem para a Hering. “É possível diversificar e produzir também para um mercado mais amplo.”

Eliane Bomtempo diz que decidiu se tornar política também com o objetivo de melhorar a área social de Sanclerlândia. “As pessoas querem um trabalho social mais amplo, de fato inclusivo. Quero colocar minha experiência como psicóloga a serviço da sociedade. A política local está estagnada. A cidade está abandonada, encardida, desleixada. As ruas estão esburacadas e as estradas vicinais estão mal cuidadas.”

Eliane Bomtempo: pré-candidata a prefeita de Sanclerlândia pelo DEM | Foto: Arquivo pessoal

A família de Eliane Bomtempo tem história na cidade e em outro município. “Meu avô, o Pastor Jó (José Maria Bomtempo Filho), de 95 anos, é o fundador da Assembleia de Deus no município. Meu pai, Maurício Martins de Assunção, foi vice-prefeito de Novo Brasil”, conta a psicóloga, que é evangélica.

Sanclerlândia “precisa” de um polo industrial e a prefeitura precisa investir mais em esporte, cultura e lazer. “O prefeito Itamar Leão (PSDB), como não gosta, não investe em esporte. Mas o esporte, além de fortalecer a saúde das pessoas e de diverti-las, pode, muitas vezes, afastar os jovens das drogas. Pode-se dizer que o esporte é uma forma de prevenção contra o uso de drogas.” Na sua opinião, a gestão atual não se preocupa com os jovens nem com as mulheres. “A cidade precisa de políticas públicas para as mulheres. Por que não construir moradias para as mulheres que moram sozinhas, para as mães que trabalham fora e não têm casas?”

Eliane Bomtempo será a primeira mulher a disputar uma eleição para prefeita em Sanclerlândia. Se eleita, planeja fazer parcerias com produtores rurais e lideranças religiosas para executar projetos. “Sobretudo, quero ouvir a população. Itamar Leão não ouve as pessoas, vive distante delas.”

A líder do DEM está trabalhando para montar uma frente ampla contra o prefeito. “As oposições têm de lançar um único candidato, ou melhor, uma única candidada. Divididas, podem ajudar Itamar Leão. Sei que estou bem avaliada e percebo que as pessoas querem mudança. Acho que posso ser a agente dessa mudança.”

A pré-candidata tem o apoio do governador Ronaldo Caiado, do deputado federal Alcides Rodrigues (seu primo) e do deputado estadual Dr. Antônio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.