Eleição no Ministério Público tem semana decisiva com prestação de contas de Benedito Torres

Disputa pelo comando da instituição será a mais concorrida dos últimos anos pela quantidade de pretendentes, que seria uma estratégia da oposição

Sede do Ministério Público de Goiás: nove candidatos disputam a lista tríplice | Foto: Divulgação

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Benedito Torres Neto, apresenta nesta semana a prestação de contas de seu atual mandato, peça considerada essencial por seus apoiadores no projeto de reeleição. O pleito deste ano no Ministério Público, marcado para o dia 8 de fevereiro, registra um número de concorrentes tido como excepcional – nada menos que nove candidatos.

Além de Benedito Torres, são também candidatos Mário Henrique Cardoso Caixeta, Carlos Alberto Fonseca, Leila Maria de Oliveira, João Teles de Moura Neto, Aylton Flávio Vechi, Umberto Machado de Oliveira, Fernando Aurvalle da Silva Krebs e Villis Marra Gomes.

Nos bastidores, o grupo que se opõe ao atual procurador-geral comenta que o número elevado de concorrentes poderia dividir votos e forçar a entrada de pelo menos um opositor na lista tríplice que será apresentada ao governador Ronaldo Caiado.

Contudo, os apoiadores de Benedito Torres afirmam o contrário: com seis candidatos de oposição divididos, os três da situação ficam fortalecidos. Segundo eles, há grande expectativa em torno da prestação de contas do mandato, que vai acontecer nesta semana. Como houve o resgate de compromissos firmados na eleição passada, ele sairia fortalecido.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.