Eleição antecipada da Câmara de Aparecida indica crise dentro da gestão de Mendanha

A oposição à reeleição de André Fortaleza dentro da Câmara de Aparecida de Goiânia, mostrou que o prefeito da cidade enfrenta resistências

A eleição antecipada para presidência da Câmara de Aparecida de Goiânia mostrou mais do que esperado. Apoiado pelo prefeito Gustavo Mendanha (sem partido) André Fortaleza contava uma votação tranquila. Mas não assim. E a sua escolha acabou por revelar uma crise.

André cumpre um mandato em que foi eleito por aclamação. Foi uma chapa única, revelando que os vereadores estavam em consonância Mendanha. Mas ao antecipar a eleição para próxima mesa diretora, surgiu um candidato oposicionista: Aldivo Araújo (MDB). Ele foi apoiado, nos bastidores pelo vice-prefeito Vilmar Mariano. Mais do que um adversário, o candidato de Mendanha viu que a Casa não está mais unida.

O resultado da eleição ficou 8 X 15. Resultado que garantiu a vitória do candidato apoiado por Mendanha. Mas revelou que já ao menos 8 parlamentares em contraponto e com ligação com o vice-prefeito.

A Câmara de Aparecida de Goiânia não tem voz única. E indica uma crise na gestão de Mendanha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.