Edward Madureira pode disputar mandato de deputado pelo PSB

O ex-reitor se filiará àquele partido que não o levará a perder bases eleitorais no meio universitário

Nunca foi feita uma pesquisa, detalhada ou não, mas seguramente Edward Madureira está na lista dos melhores reitores da Universidade Federal de Goiás. Talvez tenha sido o melhor.

Há adversários (e são poucos) que dizem: “Ele pegou a UFG no tempo das ‘vacas gordas’, com o PT no poder, daí a razão de seu sucesso”. Não é bem assim. Há gestores que, mesmo com recursos, não fazem grandes coisas. Primeiro, por não serem administradores eficientes. Segundo, por falta de sinergia com os colegas. Terceiro, por escassez de criatividade.

Edward sabe organizar equipes, lidera-as com diplomacia e habilidade, e é criativo (sem ser pirotécnico).

Edward Madureira, reitor da UFG | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

O fato de ter saído consagrado da Reitoria da UFG o coloca como possível candidato a deputado federal (se quiser, pode disputar inclusive o governo). Vários partidos estão no seu pé, convidando-o para disputar. Praticamente todos os líderes partidários falam bem do educador — doutor em Agronomia. Na semana passada, um pré-candidato do Democratas a deputado estadual disse ao Jornal Opção: “Quem não quer o Edward? É óbvio que todos querem, inclusive nós”.

O presidente do PSD, Vilmar Rocha, já disse ao Jornal Opção que gostaria de ter Edward Madureira como candidato a deputado federal. “Trata-se de um homem público de muito valor.” O ex-deputado federal sugere que há uma grandeza, sofisticada e simples, no ex-reitor.

Elias Vaz, do PSB, disse a um aliado que, sim, gostaria de ter Edward Madureira como companheiro de chapa este ano. O deputado federal também o considera como uma pessoa qualificada e de alto nível moral e intelectual.

No PDT, George Morais e a deputada federal Flávia Morais cobiçam o passe do ex-reitor.

Diplomático por natureza, dotado de uma inteligência tão instintiva (emocional) quando articulada — o que sua simplicidade às vezes esconde ao menos observadores —, Edward Madureira tem conversado com líderes de vários partidos, como o PSD, o PSB, o PDT, o PT e o PC do B.

Será candidato a deputado federal? É possível. Porque o Congresso precisa tanto de educadores quanto de intelectuais com experiência efetiva em “gerenciamento” da educação (o que, claro, inclui ciência, tecnologia). Mas uma coisa é certa: irá para um partido que não o faça perder bases eleitorais dentro da Universidade.

Quando inquirido se planeja ser ministro da Educação de um possível governo Lula da Silva, Edward prefere sublinhar que, primeiro, precisa ser candidato e, depois, eleito. Na verdade, apesar de ter o pé no chão, sonha alto. E, quando não sonha, sonham por ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.