Eduardo Machado, do PHS, pode ser vice de Virmondes Cruvinel na disputa pela Prefeitura de Goiânia

Marcelo Augusto também é cotado para ser o vice do provável candidato do PSD

Eduardo Machado 11951848_10207513745144732_6162384576557663116_n

Os grupos políticos da base do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), começam a definir suas alianças para a disputa da Prefeitura de Goiânia.

O PSDB de Jayme Rincón tende a compor com o PP do deputado federal Sandes Júnior (este seria vice daquele). Sandes quer ser candidato a prefeito, mas abre mão para o presidente da Agetop, que avalia como um gestor “altamente qualificado”.

O PSB do empresário Vanderlan Cardoso tende a convocar o PPS do contabilista Darlan Braz para vice (ou então o PSC de Simeyzon Silveira).

O PTB do ex-deputado federal Luiz Bittencour pode lançar chapa pura. Ou pode compor com um partido pequeno.

O Pros (possivelmente) do deputado federal Waldir Soares pode buscar o vice no PSL, no PMN ou até no PRP (a Rede já descartou apoiá-lo, alegando incompatibilidade de gênio, quer dizer, de projetos; o deputado federal é da turma do “manda-bala” e a Rede do grupo do “não-queremos-bala”).

O PSD, que projeta lançar Virmondes Cruvinel — a CEI da Pastinha teria queimado Francisco Jr. —, deve buscar o vice no PHS. Pode ser tanto seu presidente nacional, Eduardo Machado (foto acima, de seu Facebook), quanto Marcelo Augusto, o presidente do partido em Goiânia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.