Discurso professoral de Lúcio Flávio, candidato a presidente da OAB-Goiás, sugere arrogância

Lúcio Flávio está sempre " dando aula" | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Lúcio Flávio estaria sempre ” dando aula” | Foto: Fernando Leite / Jornal Opção

Apoiadores de Lúcio Flávio Paiva, candidato a presidente da OAB-Goiás, recomendam que o jovem dê menos “aula”, ao conversar com seus pares, e seja mais direto nos assuntos. Falta-lhe espontaneidade e, diria o Italo Calvino de “Seis Propostas Para o Próximo Milênio”, leveza.

O tom professoral de Lúcio Flávio sugere que é arrogante e pedante — o que o jovem professor certamente não é. Mas a impressão que fica é que habita um pedestal e não aprecia conviver com as pessoas ditas comuns.

Advogados avaliam que, se for eleito, vai “gerir” a OAB com as portas fechadas e vai receber apenas um grupo “de amigos”. Os “amigos do Lúcio Flávio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.