Oposição sugere que podem haver atrasos na folha do Estado, mas Sefaz nega

Foto: Arquivo / Jornal Opção

Grupos de oposição, comandados especialmente pelo senador e pré-candidato ao governo de Goiás Ronaldo Caiado (DEM), tentam vender que o governo de Goiás não tem honrado com a folha de pagamento do funcionalismo público e que podem haver atrasos nos próximos meses.

O tema tem sido recorrente em encontros da chapa caiadista e balizado supostamente pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). “O TCE está dizendo que o Estado não paga os funcionários até o fim do mês”, declarou o senador recentemente em um evento na cidade de Vianópolis.

Em nota encaminhada ao Jornal Opção, entretanto, a Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz) faz questão de deixar claro que nunca houve atrasos e que sempre seguiu o cronograma de pagamento. “O pagamento da folha é prioridade e a Sefaz não trabalha com possibilidade de atraso”, esclarece. Procurado, o TCE ainda não se manifestou.

Confira abaixo a íntegra:

Goiás é um dos poucos estados brasileiros que não deixou de honrar o compromisso com o funcionalismo público. Diante da crise financeira que abalou a iniciativa privada e também Estados, Municípios e a própria União, o Governo de Goiás tomou as necessárias não só para garantir os inveszztimentos ao desenvolvimento do Estado, mas também para manter em dia a folha de pagamento. Desde 2015, temos pago os salários de até R$ 3.500 dentro do mês trabalhado e quem ganha acima desse valor até o 10º dia do mês subsequente. Os servidores também continuam recebendo o 13º salário no mês do aniversário. O pagamento da folha é prioridade e a Sefaz não trabalha com possibilidade de atraso.​

Sefaz