Diego Sorgatto vai disputar Prefeitura de Luziânia e conversa com DEM e PSL

O parlamentar defende Célio Silveira para a presidência do PSDB em Goiás

O deputado Diego Sorgatto disse ao Jornal Opção que não está saindo do PSDB. “Ainda não tomei nenhuma decisão.” O parlamentar apoia o governo de Ronaldo Caiado e, por isso, tem recebido críticas dos demais parlamentares tucanos, como Lêda Borges e Talles Barreto, e de líderes do partido, como Giuseppe Vecci. Há quem queira expulsá-lo.

“Já fui sondado pelo DEM e outros partidos. Tenho conversado com líderes do DEM e com o Delegado Waldir Soares, do PSL”, afirma Diego Sorgatto.

A tendência, então, é pela saída do tucanato? “Como disse, ainda não sei. No momento, defendo que o presidente do PSDB deve ser o deputado federal Célio Silveira. Ele é o único deputado federal do partido, é preparado, é do Entorno de Brasília, região tradicionalmente abandonada. Observa-se que o pessoal do PSDB está desanimado e Célio Silveira, dotado de energia formidável, pode dar um choque de gestão. Além disso, tem prestígio nacional.”

Diego Sorgatto frisa que planeja disputar a Prefeitura de Luziânia, em 2020, com o apoio de Célio Silveira e de Marcelo Melo, do DEM. “Célio e Marcelo são amigos e grandes parceiros políticos. Nós somos contra o grupo de Cristóvão Tormin, que, em Luziânia, é sempre o primeiro a chegar atrasado. Precisamos de um candidato único para fazer frente à máquina operada pelo prefeito. Defendo, portanto, uma união geral das oposições. Luziânia precisa sair da modorra.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.