Tudo indica que Daniel Vilela será aclamado presidente do PMDB e um irista ficará na vice

Foto: Fernando Leite/Jornal Opção
Daniel Vilela: deputado federal e líder do PMDB de Goiás Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

A ascensão vertiginosa do deputado federal Daniel Vilela rumo à presidência do PMDB de Goiás, conquistando apoio atrás de apoio — as bancadas federal e estadual (Bruno Peixoto é o único que não declarou apoio oficial), prefeitos, líderes municipais —, deve levar o irista Nailton Oliveira a renunciar à disputa. Porque, se não o fizer, sofrerá uma derrota acachapante.

Consta que Nailton Oliveira teria admitido desistir, mas que a ex-deputada federal Iris Araújo não teria permitido.

O que se sabe é que, percebendo a iminente derrota, Iris Rezende já estaria disposto a negociar. Porque, se não o fizer, seu grupo ficará fora do comando do partido no Estado.

É provável que, do acordão, saia uma chapa única, com Daniel Vilela para presidente, Nailton Oliveira para vice. Os demais cargos seriam divididos entre os dois grupos.

Iris Araújo poderia assumir a vice? É cotada, mas há quem avalie que a ex-deputada considera o posto como “humilhante”.