Desânimo de Mendanha pode levar PSDB a apostar em Zé Eliton ou em Thiago Peixoto

Deputado afirma que o presidente do PSDB pretende bancar o ex-secretário da Educação do Estado. Mas tucano admite que a opção mais real é Zé Eliton

Thiago Peixoto: o economista entrou no radar do PSDB | Foto: Divulgação

Na semana passada, marconistas disseram que o prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha (MDB), está “meio arredio” e “menos entusiasmado” com a possibilidade de disputar o governo de Goiás em 2022. Entretanto, segundo um tucano, o ex-governador Marconi Perillo teria pedido calma e sugerido que é preciso esperar um pouco mais, até porque sua base não tem um candidato a governador consistente. “Nós estávamos ‘cevando’ o Gustavo, mas parece que ele está com receio de deixar a prefeitura e não ser eleito e cair no ostracismo. Mas, como o chefe pediu para esperar, vamos ficar quietos”, afirma. “Marconi informou que Gustavo estava viajando, mas que continuam conversando.”

José Eliton: segunda disputa em 2022? | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

“Esperar” Mendanha, assinala o tucano, não é o mesmo que ficar parado. O partido elaborou uma lista de possíveis candidatos a governador, que inclui, além de Marconi Perillo (que prefere disputar mandato de deputado federal), Raquel Teixeira (teria dito que não planeja disputar mandato em 2022), Paulinho Rezende (ex-prefeito de Hidrolândia — não conseguiu fazer nem o sucessor), José Eliton (consta que estaria “entusiasmado”) e Valmir Pedro (prefeito de Uruaçu e conhecido como “Marconi do Norte de Goiás”. Recém-reeleito, numa campanha dura, ele estaria “relutante”).

Valmir Pedro: base sugere lançar um prefeito ou ex-prefeito| Foto: Jornal Opção

Mas surgiu mais um nome: o de Thiago Peixoto, que, depois de se desfiliar do PSD do ex-deputado federal Vilmar Rocha e do senador Vanderlan Cardoso, não se filiou em nenhum outro partido. Mas estaria sendo “assediado” pelo presidente regional do PSDB, José Eliton, a se tornar tucano e disputar o governo do Estado. Um deputado estadual disse ao Jornal Opção: “Thiago Peixoto é o nome do bolso de colete de José Eliton”. Por que a menção ao ex-secretário da Educação e ex-deputado federal? “Porque ele tem discurso, é articulado e não tem o desgaste político e moral de alguns líderes tucanos.”

Paulinho Sérgio de Rezende: um dos nomes citados por prefeitos | Foto: Divulgação

Mas outro tucano aponta um rumo diferente: “O candidato a governador do PSDB vai acabar sendo José Eliton, até por falta de opções reais. Já Thiago Peixoto não anda entusiasmado com política”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.