Em recente encontro público, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, do União Brasil, disse ao deputado federal Delegado Waldir Soares, do União Brasil, que ele participará de seu governo a partir de 2023.

Ronaldo Caiado não disse qual cargo Delegado Waldir Soares vai assumir.

Mas há quem postule que o parlamentar pode assumir a Secretaria de Segurança Pública, substituindo o coronel Brum. O fato de ser delegado da Polícia Civil não seria nenhum incômodo. Porque Waldir Soares é visto hoje mais como político, mas sobretudo um político que entende de segurança pública como poucos.

Há outro fato que agrada tanto a Polícia Civil quanto a Polícia Militar: Delegado Waldir é linha dura. A polícia, na sua ótica, tem de firme na batalha contra os criminosos. Noutras palavras, a política de segurança do governo não mudaria, ou seja, o cidadão de bem continuará acima de tudo. O banditismo tem de ficar fora de Goiás.

Porém, na semana passada, um deputado disse a um repórter do Jornal Opção: “Delegado Waldir seria um ótimo secretário de Segurança Pública, pois é ‘afinado” com a Polícia Civil e com a Polícia Militar. Mas ele também é um ótimo articulador político. Portanto, não me surpreenderia se fosse indicado para a Secretaria de Governo”.

Comenta-se, nos bastidores do governo, que Delegado Waldir será valorizado por ser aliado — foi companheiro de chapa de Ronaldo Caiado — e, ao mesmo tempo, porque deve ser lançado candidato a prefeito de Aparecida de Goiânia, em 2024, pela base governista. Se prestigiado pelo governo, estará mais forte para a disputa, que ocorrerá daqui a um ano, nove meses e alguns dias.